Home » Reminiscências da Campanha do Paraguai - 1865-1870 by Dionísio Cerqueira
Reminiscências da Campanha do Paraguai - 1865-1870 Dionísio Cerqueira

Reminiscências da Campanha do Paraguai - 1865-1870

Dionísio Cerqueira

Published 1980
ISBN :
Paperback
341 pages
Enter the sum

 About the Book 

A Guerra do Paraguai foi um marco para os países que dela participaram. Guerra do Paraguai se diz no Brasil- Guerra da Tríplice Aliança se fala no Rio da Prata e, no Paraguai, é conhecida como Guerra Grande- na busca de uma designação comum seMoreA Guerra do Paraguai foi um marco para os países que dela participaram. Guerra do Paraguai se diz no Brasil- Guerra da Tríplice Aliança se fala no Rio da Prata e, no Paraguai, é conhecida como Guerra Grande- na busca de uma designação comum se poderia dizer Guerra de 1865-1870. Dessas designações a que mais se aproxima da realidade é, de fato, Guerra Grande: grande foi sua duração- grande foi o sofrimento humano que desencadeou nas nações envolvidas e grandes foram as conseqüências políticas e econômicas para os países que a lutaram. No entanto, ela também pode ser chamada de Guerra do Paraguai porque, no plano militar, começou com o ataque paraguaio a Mato Grosso – o que na perspectiva paraguaia significava recuperar a posse de um território litigioso-, ampliou-se com a invasão de Corrientes e Rio Grande do Sul e foi travada a maior parte do tempo – por quase 4 anos – no território do Paraguai. Também foi a Guerra da Tríplice Aliança pois nela se assistiu à cooperação argentino-brasileira-uruguaia, pois ao conflito militar antecederam: as disputas entre partidos políticos na Argentina e no Uruguai- o interesse do Império do Brasil de evitar mudanças no status quo uruguaio e a demanda do governo de Francisco Solano López de ser parte no processo político platino. A dramaticidade do conflito repercutiu pelas gerações seguintes, o que deu margem a leituras e releituras de seu significado e, mais, a seu uso com finalidades várias, quer por governos, quer por movimentos intelectuais. Dos livros brasileiros sobre a guerra, de caráter memorialístico, “Reminiscências da Guerra do Paraguai”, de Dionísio Cerqueira é dos mais interessantes quer por seu conteúdo, quer pela condição do seu autor. Cerqueira lutou toda a guerra, iniciando como alferes, e, na República brasileira, chegou a general e Ministro das Relações Exteriores. Nas suas memórias, ele reafirmou o relato tradicional sobre Francisco Solano López e não só reforçou os relatos brasileiros anteriores no reconhecimento da valentia do soldado paraguaio, como o trata com simpatia em diferentes passagens. - De Francisco Doratioto em História e Ideologia: A produção brasileira sobre a Guerra do Paraguai.